domingo, 15 de julho de 2012

Tração Cervical

Posição do paciente: em decúbito dorsal na mesa de tratamento.

Posição do terapeuta: sentado logo acima da cabeça do paciente.

Procedimento: Mão do terapeuta é colocada suavemente na região occipital (o dedo indicador e polegar mantem contato com o occiptal). A outra mão fica na testa do paciente ou no queixo dele (Figs.). tenha caltela com pacientes que apresente alguma disfunção temporomandibular. Exercer  tração cefálica em uma posição neutra a ligeiramente com a cabeça ligeiramente fletida para evitar extensão.





A força tracional é aplicada e libertada lentamente.

Pode ser aumentada a amplitude de acordo com a tolerância do paciente. Esta técnica pode também ser realizada usando tração sustentada.

 
Tempo:  realizar durante 2 a 5 minutos para alcançar os efeitos desejados.

Objetivo: Pode ser especialmente útil em pacientes com doença degenerativa discal.

Obs: Em pacientes com disfunção da ATM, pode ser modificado colocando uma mão na testa em vez do mandíbula (Fig.).


 
Referencia: NICHOLAS S ALEXANDRE, NICHOLAS A EVAN Atlas os Osteopathic Techniques second edition,Copyright Lippincott Williams & Wilkins, a Wolters Kluwer business,Philadelphia, 2012

Original Version


CERVICAL REGION


Thumb Rest, Supine

1. The patient lies supine on the treatment table with or without a pillow under the head.
2. The physician sits or stands at the head of the table.
3. The thumb and forefinger of one of the physician’s hands cup the posterior cervical area palm up (Fig.).
4. The physician’s other hand is placed over the temporal and frontal regions of the patient’s head and gently brings the head into slight backward bending (extension) and rotation against the thumb (Figs.).
5. The motion is very slight.
6. Tension (pressure) is relaxed slowly and reapplied slowly.
7. The pressure may be reversed to the other side.
8. Tissue tension is reevaluated to assess the effectiveness of the technique.

Nenhum comentário:

Postar um comentário